À Iara

   

(à Iara)

Abarco 

um mundo amarelo-frio 

(sementes de girassol) 

 

num chão amanhecendo: 

pegadas de ontem 

na areia terna dessa manhã 

chovida. 

 

O que resta é só um jorrado

o que resta é só um gemido

eu concluído em ti.

 

Wescley J. Gama