Primeiro e Último Ato

 

 

 

                                                                                             

 

                                       (PRIMEIRO E ÚLTIMO ATO: UM ROÇADO, FACAS, HOMENS, PÔR DO SOL)

 

 

"sois umbuzeiro de estrada...
argumento de foice...
sois lodo sois timbungão..."
Jessier Quirino


desassossegavam-se os ânimos
assistidos pela vermelhidão
do céu na roça
e joão
acocado)
já perto da noite (não atinava para a
vontade que nascia no vento:
ir-se somente:

mas, ao tinir das lâminas,

t
o
d
o
s

c
a
íram

e a cor da tarde morrendo

era a cor do sangue morrendo

e a luz de um homem caindo

era luz de um homem tecendo

...

um destino



Wescley J. Gama