Iara Maria Carvalho

Iara Maria Carvalho

 

 Núpcial

 

...é que eu mordi a maçã,

(mordi, mordi)

Ah essa pérola barroca no meu dente,

Ah esse ponto de luz na minha carne,

a janela ficou aberta

quando um vento de longe 

me espocou labaredas.

É que eu mordi a maçã

e rasguei do véu a seda.

 

                                                             Iara Maria Carvalho.