Strict Standards: Declaration of JParameter::loadSetupFile() should be compatible with JRegistry::loadSetupFile() in /home/potygua/public_html/libraries/joomla/html/parameter.php on line 512
Patativa do Assaré

Patativa do Assaré

Filho do agricultor Pedro Gonçalves da Silva e de Maria Pereira da Silva, Patativa do Assaré veio ao mundo no dia 9 de março de 1909. Criado num ambiente de roça, na Serra de Santana, próximo a Assaré , seu pai morrera quando tinha apenas oito anos legando aos seus filhos Antônio, José, Pedro, Joaquim, e Maria o ofício da enxada, "arrastar cobra pros pés" , como se diz no sertão.

A sua vocação de poeta, cantador da existência e cronista das mazelas do mundo despertou cedo, aos cinco anos já exercitava seu versejar. A mesma infância que lhe testemunhou os primeiros versos presenciaria a perda da visão direita, em decorrência de uma doença, segundo ele, chamada "mal d'olhos".

Sua verve poética serviu vassala a denunciar injustiças sociais, propagando sempre a consciência e a perseverança do povo nordestino que sobrevive e dá sinais de bravura ao resistir ao condições climáticas e políticas desfavoráveis. A esse fato se refere a estrofe da música Cabra da Peste: 

Embora tivesse facilidade para fazer versos desde menino,  a Patativa do município  de Assaré, no  Vale do Cariri, nunca quis ganhar a vida em cima do  seu dom de poeta.

   No final dos anos 70, foi mostrado ao grande público pelo cantor Fagner. Fez Shows pelo Sul do país mas, nuca abandonou sua terra natal; a Serra de Santana no interior do Ceará.

   Patativa grava seu canto  em disco

A estréia do vate cearense em  vinil se deu no ano de 1979, quando gravou o  LP "Poemas e Canções", lançado pela CBS . As gravações foram realizadas em recital no  Teatro José de  Alencar,  em Fortaleza. Cantando para seu povo brincou poeticamente com o fato    de estar sendo gravado em  disco na abertura  A dor Gravada: