Leonardo da Vinci

 

 

 

  Além de pintar, Da Vinci projetou a praça de São Marcos para a cidade de Veneza. Estudou novas técnicas de combate e projetou a catedral e o sistema de esgotos da cidade de Milão, para o príncipe Ludovico Sforza. Como escultor, como geômetra e como projetista militar, elaborou  muitas técnicas, com base na pespectiva linear ou matemática, que corresponde a uma nova visão do mundo, através da projeção dos objetos e do espaço em escala matemática.

          Inventou sapatos para andar sobre a água, salva vidas,  compasso parabólico,  máquinas capazes de fazer lentes parabólicas de seis metros e lentes côncavas. Além disso, Da Vinci demonstrou a mecânica dos músculos, mediu a distância do Sol a Terra e o tamanho da Lua.

       Para ele, o homem era o centro de todas as coisas. "O homem é o modelo do mundo", dizia Da Vinci. Intelectual circulante e apaixonado, Leonardo da Vinci não limitou sua inteligência a uma só arte, nem muito menos a um único senhor: trabalhou em Veneza e na França, para o rei Luiz XII. Segundo ele, a experiência é a mestra das coisas.

     Em 1507, Da Vinci atingiu seu ponto mais alto, com a Monna Lisa. O tímido "quase sorriso" da Gioconda e suas mãos já foram tema de centenas de páginas de estudiosos.   A arte, dizia Da Vinci, é uma coisa mental.

 fonte: História e civilização.

Historiadores: Carlos Guilherme Mota

                   Adriana Lopez

Leonardo da Vinci, (1473 - 1543)  é considerado como a expressão máxima do renascimento. Mecânico notável, arquiteto, anatomista, escultor, escritor e pintor de obras clássicas, representou o ideal do homem renascentista. Até quase os trinta anos, Da Vinci viveu em Florença, cujo príncipe, Lourenço de Médicis, cercou-se de artistas e pensadores.  Realizou inventos mecânicos utilizando princípios da física precursores dos aviões, submarinos e das armas de fogo.

Leonardo tem sido muitas vezes descrito como o arquétipo do "homem renascentista", um homem cujo infinita curiosidade foi igualada apenas pelo seu poder de invenção.  Ele é amplamente considerado como sendo um dos maiores pintores de todos os tempos e talvez a pessoa mais talentosa já nascida.

 Mas, é como um pintor que Leonardo foi e é famoso. Duas de suas obras, a Mona Lisa e A Última Ceia ocupam posições exclusivas. A Mona Lisa como o mais famoso, mais reproduzido e mais imitado retrato de todos os tempos e A Última Ceia como a mais religiosa pintura de todos os tempos.

  Como cientista, ele avançou grandemente nos conhecimentos nas áreas de anatomia, engenharia civil, a ótica, e hidrodinâmica.

  Como engenheiro, Leonardo da idéias que foram muito à frente do seu tempo. Ele desenhou um helicóptero, um tanque, uma calculadora, o casco duplo e delineou uma rudimentar teoria da placa tectônica. Poucos dos seus desenhos foram construídos ou foram até mesmo viáveis durante a sua vida,  mas alguns de seus inventos menores, como um cilindro enrolador automático e uma máquina para testar a resistência à tração do arame, entrou no mundo da indústria.