Quarta, 02 Janeiro 2013 23:32

Hino

O Hino do Estado do Rio Grande do Sul surgiu do entusiasmo dos farroupilhas em externar seu civismo, após o célebre combatede Rio Pardo, em 30 de abril de 1838, quando já decorriam quase dois anos da Proclamação da República Rio-Grandense.Surgiram variações da letra original, dentre as quais, a de Francisco Pinto da Fontoura, que passou a usufruir de grande popularidade, tendo durantea propaganda republicana brasileira, sido adotada como letra do hino composto por Mendanha, pelo Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, em 1934, véspera da comemoração do Centenário da Revolução Farroupilha.


    A Lei Nº 5213 de 05 de janeiro de 1966, publicada no Diário Oficial de 11 de novembro de 1968, oficializa o Hino do Estado como sendo o que se compõe da revisão da música de Joaquim de Mendanha, realizada por Antônio Tavares Côrte Real, com versos de Francisco Pinto da Fontoura, estes da forma abreviada,

consagrada pelo uso popular.

  Letra do HINO RIOGRANDENSE
  
Poema de Francisco Pinto da Fontoura
Música de Joaquim José de Mendanha
Revisão de Antônio T. Corte Real
 
 Como a aurora precursora
do farol da divindade
foi o Vinte de Setembro
o precursor da liberdade.
  
Estribilho:
 
Mostremos valor, constância,
nesta ímpia e injusta guerra,
sirvam nossas façanhas
de modelo a toda a terra. (bis)
  
Mas não basta pra ser livre
ser forte, aguerrido e bravo,
povo que não tem virtude
acaba por ser escravo.
 
Estribilho:
 
Mostremos valor, constância,
nesta ímpia e injusta guerra,
sirvam nossas façanhas
de modelo a toda a terra.
  
informações gentilmente cedidas pela Divisão de Informações Turísticas

 

 

 

Ler 8687 vezes

245 Comentários

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.