Strict Standards: Declaration of JParameter::loadSetupFile() should be compatible with JRegistry::loadSetupFile() in /home/potygua/public_html/libraries/joomla/html/parameter.php on line 512

Bandeira do Espírito Santo

 

Página do Governo | Constituição estadual | UFES

 

 

Apesar da carta de doação da Capitania do Espírito Santo a Vasco Fernandes Coutinho ter sido expedida a 1.° de junho de 1534, somente a 23 de maio de 1535 ocorreu a chegada do donatário e seus sessenta companheiros ao solo capixaba. O desembarque deu-se na enseada junto à atual cidade de Vila Velha.

 

Nos quatrocentos e quarenta e seis anos que separam os dias atuais.dos primeiros momentos da colonização capixaba, o solo espírito-santense presenciou o surgimento e a passagem de homens e mulheres que,hoje,fazem parte da sua historia.

 

O Padre José de Anchieta, em 1980 beatificado, misto de catequista, evangelizador, professor, médico, artesão guerreiro, pacificador. filósofo e poeta residia na capitania de São Vicente, atual Estado de São Paulo, mas foi diversas vezes ao Espírito Santo até a sua instalação definitiva na aldeia de Reritiba.

 

Os indígenas que habitavam o solo espírito-santense deram à história do Brasil o nome de Araribóia, figura marcante nos esforços de combate à invasão francesa no inicio da colonização brasileira.

 

Também o elemento negro deixou sua marca na história capixaba. Mas, apesar de terem sido os portugueses os colonizadores do solo capixaba durante cerca de três décadas, a ocupação por eles feita do território do Espírito Santo não foi além da faixa litorânea. A impermeabilidade da floresta,guardada pelos indígenas ferozes,e as serras abruptas não permitiram a entrada do colonizador. Some-se a isto a necessidade que tinha a Coroa Portuguesa de proteger seus interesses nas Minas Gerais contra as possibilidades de contrabando de ouro através da costa do Estado do Espírito Santo, e teremos um quadro de razões para chegar o Espírito Santo ao fim do século XVIII com uma população pouco superior aos 15.000 habitantes.

 

Hoje, o Estado do Espírito Santo, de frente para o Atlântico, com cerca de 500 km de costa, mantém uma vocação genuinamente marítima. No litoral capixaba, está implantado o maior complexo Portuário do Brasil, a serviço da exportação. Lá, operam os Portos de Vitória e Capuaba, os Terminais de Tubarão, Ubá e Barra do Riacho. Constroi-se o grande Porto de Praia Mole. O Espírito Santo vai, assim, se constituindo no maior complexo Portuário da América do Sul, hoje com mais de 40% das nossas exportações.

 

A Marinha está presente no Estado com a Capitania dos Portos, fiscalizando toda esta área de terminais, piers e atracadouros, em seu litoral. Também a modelar Escola de Aprendizes Marinheiros do Espírito Santo, preparando homens para as atividades náuticas, contribui para a boa formação de marujos que,pelos continentes do mundo,mostrarão a pujança e a capacidade da Marinha Brasileira.

 

A economia do Estado tem como principal fonte a cultura do café, cuja produção em 1980 foi da ordem de 326.570 toneladas. É seguido pela banana, cacau, laranja

 

 

                                        Vila Velha, o mais antigo município do estado

 

O município de Vila Velha é o mais antigo do Espírito Santo. Foi ali que começou a história do Estado, quando, em 1534, o português Fernandes Coutinho desembarcou perto do monte Moreno.

 

A escolha do nome Vila Nova do Espírito Santo foi motivada pelo dia do desembarque, dedicado pela Igreja Católica à Terceira Pessoa da Santíssima Trindade (o Espírito Santo). O local transformou-se e teve o nome mudado para Vila Velha.

 

Entre as principais atrações turísticas da cidade está a praia da Costa, uma das mais freqüentadas do Estado e apreciada por causa dos calçadões, das ciclovias e dos quiosques.

 

Também em Vila Velha está localizado o morro de Penedo, uma pedra de 136 metros de altura que era o suporte de pesadas correntes que fechavam o canal, barrando a entrada de navios corsários.

 

É perto dali que fica o convento Nossa Senhora da Penha, a mais importante referência religiosa do Espírito Santo.